segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Promo "Quando eu era criança.."




VALE 01(uma) Carteira True Blue(foto)



Para participar, basta completar aqui em nosso blog, a seguinte frase:

"Quando eu era criança..."

* Queremos que vocês nos contem alguma travessura, brincadeira ou fato engraçado da sua infância.

caprichem!!!


REGULAMENTO:


1. Preencha seu nome(e sobrenome) e um e-mail válido no mesmo comentário.

2. A resposta só será válida se for comentada no campo da postagem da promoção.

3. Nossa equipe escolherá o texto mais divertido.

4. NÃO SERÁ NECESSÁRIO TER UMA CONTA NO TWITTER, OU SEJA, TODOS PODEM PARTICIPAR!!!

5. Só vale 01 resposta por pessoa/e-mail(vale a primeira resposta de cada pessoa)

6. Os comentários podem ser postados de hoje (12/10) até meia-noite de amanhã (13/10)

8. Publicaremos o resultado no no blog e no twitter.


*LEMBRANDO QUE A PROMO SÓ É VÁLIDA PARA RESIDENTES NO BRASIL.

* Não será permitida a troca de Brindes.

dúvidas: promopiorski@gmail.com


Participem!!!

57 comentários:

quando eu era criança, sonhava que um dia poderia abrir meu armario e pudesse me tornar uma card captors!

beatriz quadros
beatrizquadros@yahoo.com.br

Quando eu era criança eu queria ser loira só por causa da Barbie. Quando eu era criança, sonhava em ser caixa de supermercado quando crescesse. Passar o dia todo digitando com uma gaveta cheia de $$$, imagina?! ¬¬'
Quando eu era criança eu acha que as pessoas que apareciam nos programas da TV moram dentro da TV. Quando eu era crianca, tinha 4 meses de férias remuneradas e minha unica responsabilidade era passar de ano. Eu acreditava em tudo e não aceitava quando me diziam que tudo era mentira.

Quando eu era criança, sonhava em um dia ter grande amigos, este sonho eu realizei...

Quando eu era criança eu colocava cenouras dentro do videocassete :) provavelmente era só vontade de ver algum desenho com coelhinhos...

cecília b. barbosa
ccilia.b@hotmail.com

Quando eu era criança, morava num condomínio habitacional daqueles bem populares. E quando chegava final semana a gente brincava de bolinha nas costas com bola de meia cheia de jornal dentro e molhada, quando pegava nas costas doía de mais, mas tinha que continuar a brincadeira e correr o quarteirão inteiro. Era muita gente pra birncar. A noite quando chegava em casa toda marcada de vermelho por causa da bola de meia, minha mãe me colocava de castigo porque não queria eu brincando com meninos. todo final de semana era assim, até que um dia ela se acostumou e deichou eu brincar com meninos. era muito bom!

Meu nome: Vanessa Yañez
E-mail: doxtel@yahoo.com.br

esqueciiii o email, sorry!

Raiane Lopes
dark.lolita@gmail.com

Quando eu era criança, era tão levada, nem Super Nanny com poderes de Power Ranger dava jeito em mim. Eu comia terra, mirabel e jujuba...

Hoje eu só como terra!

Selma de Magalhães
selma.mlopesarrobagmailpontocom

Gabriela Garcez Monteiro
gaby.tsuki@gmail.com

Quando eu era criança o mundo parecia mais colorido, e tudo parecia uma aventura! Os dias eram feitos de brincar de Barbie :D desenhar roupas, roubar pedacinhos de tecido da minha madrinha que era costureira pra fazer roupinhas pra elas! Cortar os cabelos, pintar os cabelos, minha criatividade sempre foi a mil haha :D

Quando eu era criança, queria ser operadora de telemarketing. Claro que eu não sabia que essa era a denominação dada para quem usava o telefone para passar informações com sotaque e tom de voz forçado, mas quando instalaram uma linha de telefone na minha casa, tomei posse do meu cargo. Várias quedas, tropeços, arranhões e desesperos toda vez que o bendito telefone tocava e ofegante eu dizia toda pomposa " Alô, bom dia! Com quem eu falo? É um prazer receber a sua ligação!". HAHAHAHAHA!
Beijo e feliz dia das crianças para nós!

Mel Silva
donaflorecita@gmail.com

Quando eu era criança, cismei em falar "uceta", na fila de um banco. Quanto mais minha mãe mandava eu parar de falar isso porque era feio, mais eu falava: "uceta, uceta, uceta", e dava risada!
E um monte de gente dando risada na fila do banco.


Susy Stefano Giudice
su_axlrose@yahoo.com.br

Quando eu era criança achava que cavando um buraco bem fundo iria chegar na China, aí ia na praia e ficava cavando e quando começava a surgir água, já dizia que tava quase chegando lá :D

Liliane

flor.lirio5@gmail.com

... eu parecia uma bolinha fofinha e gorduchinha ^^

...eu parecia uma bolinha fofinha e gorduchinha
Ana Macene
euvielefantesrosa@hotmail.com

Quando eu era criança morava na casa ao lado da minha tia e meus três primos eram adolescentes na época. Eu tinha mais ou menos três anos de idade e convivia direto com eles, escutando todas as besteiras possíveis que garotos falam nessa idade...haha
Um dia estávamos em um almoço de família e eles estavam brigando entre si, falando "Vá tomar no c..." e eu super inocente no auge dos meus três aninhos, cheguei para a minha mãe na mesa e pedi curiosa.. -"Mãe, eu também quero tomar nacú, de canudinho" hahahahahahahaha
Pobre ingenuidade achando q era o mais novo suco do momento..hahaha
Minha família até hj ri dessa história!!=D

Feliz dia das crianças pra todas nós!!=*


Andréa Rebonato
dearebonato@gmail.com
@DeaRebonato

Quando eu era crinaça...
_ Eu acreditava que Catupiry era peixe, e como sou alérgica, só fui provar uma coxinha com catupiry aos 12 anos de idade.
_ Eu acreditava em Papai Noel até os 7 anos, quando ouvi minha mãe no telefone com meu pai perguntando se ele já tinha comprado o que eu pedi. E fui intensamente zoada na escola quando fui revelar a verdade, que aparentemente todos já sabiam.
- Eu acreditava que quando o Sérgio Malandro "jogava" um brinquedo pra pessoa de casa, na câmera, era possível de eu ganhar. E perguntava pra todo mundo: "Foi vc que pegou?"
- Eu acreditava que a Roberta Close era a mulher mais bonita do Brasil e não entendia pq as pessoas falavam que ela não valia na enquete.
- Eu acreditava que as cores foram inventadas nos anos 70, pq todas as fotos antes dessa época eram em preto e branco. Ou seja, o mundo era preto e branco. Lógico.

Liliane da Rocha Faria

Quando eu era crinça, eu brincava de acampamento em cima da cama pois a casa em que eu morava não tinha espaço rsrsrs

Eu chorava todos os dias quando a nave da Xuxa ia embora rsrsrs

Eu brincava de escola sozinha e dava aula para as minhas bonecas!

São tantas as coisas que seriam impossíveis de citar ... quando eu era crinça eu era feliz e não sabia!

Hortência K. dos Santos Araújo
hortakeize@hotmail.com

Quando eu era criança...

Eu deveria ter uns 8 anos,sempre fui muito timidaa...e na escola eu nao levantava da carteira por nada,so na hora do recreio mesmo.
Entao em um belo dia...com aula de matematica, quase na hora da saida, a prof jah estava de saco cheio sei lah...so lembro que ela disse q ninguem sairia antes de terminar o dever. Bem nessa hora minha bexiga estava pra estourar, nao queria por nada pedir pra ir ao banheiro,mesmo minha amiga falando pra pedir...Por fim jah da pra imaginar neh??quando dei por mim, o chao estava com aquela poça enorme de xixi, a cadeira cheiaaa..e eu petrificada..rsrsr com todos virados pra traz olhando pra mim...se terminasse por ai jah seria constrangedor o bastante, mas como estamos falando de mim...depois de ter trocado de lugar e voltado pra liçao..olho pra traz e me deparo com a cena..."O menino mais gatinhu da turma e por quem eu morria de amores,estava ajudando a limpar a carteira cheia de xixi,lembro como se fosse hoje...aquele pano encharcado e amarelado nas maos dele..so faltou o buraco no chao pra enterrar minha cabeça =P"

FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!!!!!!

Janaina C S Saldanha
jane-saldanha@hotmail.com

Essa história é um pouco nojenta, mas muito engraçada... Quando eu era criança, eu e uma amiga tínhamos o costume de espiar as pessoas por cima do banheiro, aqueles que são abertos na parte de cima, sabe? Um dia, fui espiar alguém e, para minha surpresa, era nossa professora. Ela viu as risadinhas e disse: - Peguei vocês, né Ana Luiza! Minha colega ficou tão nervosa que me deixou cair (ela estava me dando o apoio com as mãos) e eu acabei com o pé na lata de lixo. O problema disso tudo é que, misteriosamente, alguém só fazia as necessidades na lata de lixo e não no vaso sanitário... Aí, já viu né? Meu pé ficou todo encocozado, e eu fiquei tentando tirar aquela meleca toda na pia do banheiro meio que sem tocar no pé, só com água e papel higiênico (que nojo!). No fim, a professora nem falou nada, achou que o castigo já tava dado... hehe Depois fomos para a sala de aula, e alguns colegas comentaram: - Quem é que soltou um pum aí, hein? Que fedor! E eu lá, quietinha, morrendo de vergonha... Minha cara vermelha denunciou tudo! E minha colega nem para dar um apoio moral, contou a história pra todo mundo!

Ana Luiza Timm Soares
anatimmsoares@yahoo.com.br
@anatimmsoares

Adriana, podes apagar meu comentário anterior? Esqueci do nome e do e-mail... É o comentário 13. Obrigada!

Quando eu era criança...

- Gostava de colocar a cabeça pra fora da janela do carro e comer ar.
- Colocava zípers, que minha vó (costureira) comprava pra costurar nas calça dos clientes dela, no cabelo. Colocava um monte ao mesmo tempo e achava um máximo.
- Achava que tinha um espaço pra cada comida na barriga. Um espacinho pra costela, outro pra batata, outro pra feijão...
- Meu maior sonho era ser fada.
- Gostava de cantar "oh, baby, me levaa, me leva que eu te quero me levaaa, vc é tudo que eu sonhei pra miiim!" enquanto balançava bem alto no balanço da minha escola.
- Colocava o pacote de Chicletes Mini Adam's inteiro na boca.
- Achava que a lua me perseguia.
- Morria de medo de cachorro. Sempre que ia na casa de alguém, perguntava se lá tinha cachorro e se tivesse, eu ficava desesperada.
- Não sabia andar de bicicleta. (aprendi aos 15)
- Sem querer bati aquele tesourão de cortar grama na sobrancelha da coleguinha e ela teve que levar uns 3 pontos. =/
- Chorava quando meu pai cantava 'menina feia que não come tomaatee!'

Marília Macêdo de Melo
mariliamacedomelo@gmail.com

Vou contar um fato engraçado que aconteceu no meu niver de 5 ou 6 anos! Aqui na minha cidade abriu uma loja de brinquedo super estilosa bem na época do meu aniversário! Meu tio foi lá com a noiva dele e comprou uma boneca pra mim, pensando que ia arrasar na festa! Rasguei o papel correndo e pra surpresa dele eu DETESTEI rsrs. Pra completar eu fiquei parada na entrada da festa com a boneca na mão e pra todo convidado que chegava eu falava: "olha a boneca horrorosa que meu tio me deu!" e mostrava a boneca pras pessoas. Acho que ele nunca mais me deu presente huahauahua
Feliz dia das crianças pra todas as piorskeiras da net!!! \o/
Lílian Madureira
lilianmadu1@yahoo.com.br

quando eu era criança, eu era feliz sem fazer esforços. sem pensar se era ou não feliz! tudo era motivo de felicidade!
lembro que até quando eu caia - e olhe que eu caia muito, todos os dias - eu dava risada e depois ia contar quantos 'roxinhos' tinham ficado. eu competia até com meus primos e sempre ganhava! quase um 'Miss Roxinhos'. Ô mazela!
Mas o pior, é que além dos roxinhos, às vezes eu ainda fraturava os braços... aí tinha que usar aquele gesso horrível! Horrível? eu adorava usar gesso! Acho que usei quatro vezes, ao todo. Me sentia A power ranger! A poderosa! pra mim, aquilo lá me dava super-poderes! Isso é que dá ser viciada em desenhos animados! Ah! por falar nisso, agora lembrei de uma história. Eu devia ter um cinco anos, no máximo. Meu tio tava namorando e resolveu levar a moça lá na casa da minha avó. Durante a semana inteeeeira eu não falava em outra coisa, era só: 'vocês sabiam que a Priscila vem aqui?'. Super feliz, super empolgada! Até que chegou o dia e eu conheci a tal Priscila. Olhei pra ela. Olhei pro meu tio. Dei um grito e entrei em prantos! 'manda ela ir embora! ela não é a Priscila da TV Colosso!' haiuhaiuahai Eu jurava que meu tio tava namorando uma Sheep Dog! Até hoje, a PriscilaquenãoédaTVColosso, agora minha ex-tia, brinca comigo por causa dessa história! Ô gente, eu pensei que pudesse ser amiga da Priscila, e se ela virasse minha tia eu nunca deixaria ela em paz! ela teria sempre que cantar e dançar com toda aquela malemolência que só a Priscila tem!

Criança realmente é o ser mais parecido com gente, né? Adoro relembrar minhas histórias! Ô tempo bom, aquele! :D
Feliz dia, crianças - no tamanho, na idade, no espírito...

[esqueci de colocar o email e o nome]

Juliane Garcia
juliane_@hotmail.com
@julianegarcia

Quando eu era criança, sempre fui muito brincalhona e danada. Mas me lembro de 2 histórias que minha mãe sempre conta para todos. Uma delas era que quando eu tinha uns 3anos de idade, sai toda arrumada com o meu vestido de marinheira, então quando todo mundo da família estava reunido, eu virei pro meu avô e falei: "Calmaaa cocada" e levantei a gravatinha da roupa, imitando o Galeão Cumbica. Todos riram muito, pois ninguem esperava por aquilo. hehe ninguém sabia que eu tinha aprendido a falar e a imitar ele. Outra história engraçada foi lá pelo meus 9 anos, quando ganhei um gatinho de estimação, então depois de alguns meses, eu olhava para ele e via que os seus bigodes, sobrancelhas e os pelos da ponta do rabo, estavam todos incertos! Então resolvi pegar uma tesoura e aparar tudo! ahahaha Deixei o gato com os bigodes todo iguais e curtos e arredondei os pelos da ponta do rabo. Ficou perfeito! =D Depois de uns dias, minha mãe começou a achar o gato estranho..até que ela percebeu, ai já viu né, levei a maior bronca! Mas foi bem engraçado, eu adorei fazer isso! =D

Feliz dia das crianças!!

Ana Isabel Campos
anaisabelcampos@gmail.com

Quando eu era criança: prendi minha cabeça na grade da varanda, pisei na cabeça do meu irmao, deitava no chao, na porta do quarto dos meus pais pra pegar o ventinho do ar condicionado, quebrei o tornozelo brincando de fazer show de patins, brincava de loja de cd, dormia com luzinha de natal pendurada na cama pq tinha medo do escuro e nao tinha abajur, me vestia igual a minha prima, etc etc etc!!! Lia machado. Liamachadao@gmail.com. @lia_machado

Quando eu era criança, me maquiava toda e achava que era uma princesa, andava pelas calçadas imaginando ser de ladrilhos dourados que nem no desenho da alice, e jurava que meu príncipe encantado viria num cavalo branco. Hoje, tenho meu príncipe e continuo me achando uma princesa quando faço maquiagem.haha

Roberta Marques Reis
robertamarquesreis@gmail.com

Quando eu era criança, eu fui no BNB Clube com meus tios e meus primos. No intervalo entre um banho de piscina e outro, paramos pra lanchar sanduíche, chamado Gostosinho, com direito à sachê de katchup e maionese. Quando voltamos pra piscina, senti uma dor de barriga, mas continuei por lá. Eu fazia força pra segurar na borda, pq a piscina era muito funda e eu era a caçula dos primos. De repente, eu vejo um caminho estreito de água amarronzada se misturar na piscina. Então em me convenço de que devia ir ao banheiro. Saí da piscina, chamei minha tia e fui ao banheiro. Tentei, tentei... mas não consegui. Voltei pra piscina e continuei na mesma... Quando saí da piscina, já não aguentando de dor de barriga, convenci meus tios a irem embora e já na saída do BNB não consegui segurar. Forrei o banco do carro com meu roupão e fiquei à vontade até chegar em casa. Quando cheguei em casa, ainda tive dificuldade pra terminar o que já havia começado. =S Raíssa Barros rahbarros@gmail.com

Quando eu era criança passava dias escondida numa barraquinha montada com duas cadeiras e um cobertor, rs. Eu dormia lá, comia lá, criava minhas "filhas", dava aulas. Na minha cabeça era assim que era ser adulto e cuidar de uma casa... hahaha. No começo meus pais tentavam me tirar de lá, achavam que eu era autista e tudo. Depois acabaram se acostumando e eu ficava lá direto... às vezes saía só pra ir pra escola!

nanatti@gmail.com
www.twitter.com/nat_vonarcosy

Quando eu era criança, morei dos 5 aos 8 anos numa cidade do interior de Pernambuco...e lá eu tinha muito medo do papa-figo!! Então um dia fui à missa com minha mãe, e na rua só tinha a gente e um senhor carregando um saco...fiquei apavorada, mas nao falei nada para minha mãe para ela não ficar com medo tb rsrsrsrs.
Outro dia eu estava com meu irmão num mercadinho e houve algum "furdunço" na rua, até trancaram as portas das lojas, aí só lembramos de alguém gritando que era o papa-figo!! Teve também a ocasião em que eu estava na casa da vizinha, e sao voltar pra minha casa vi uma kombi parada em frente a casa dela (provavelmente a kombi estava vazia rsrsrs), voltei e ficamos embaixo da cama dela esperando a kombi ir embora!! Todo esse medo passou quando voltei para morar em Recife :)

Ana Gabriela
anagab@gmail.com

Levei meu gatinho fofinho para fazer xixi na privada, e dei descarga. Calma ai..ele nao morreu, só ficou todo molhado e eu quase apanhei!

Quando eu era criança eu andava muito com meu irmão, e, na época, passar a tarde na locadora do videogame era uma moda. E como quase todos os meninos, meu irmão ia à locadora do bairro jogar e eu ia junto. Como eu era a única menina que ia jogar e absurdamente eu conseguia ganhar da maioria, todo mundo começou a encher meu saco até que um dia eu comecei a bater nos meninos e consegui expulsar todo mundo da locadora, o que me rendeu o apelido de boxeadora por uns 3 anos. O que é muito diferente da minha personalidade calma e delicada de hoje. ueheuheuhe :P

Tainan Fernandes
tata.fernandes1@hotmail.com

Numa noite depois do jantar minha mãe fez brigadeiro de panela pra colocar na cobertura de um bolo. Eu e minha irmã perguntamos se podíamos comer um pouco mas ela não deixou. Nós esperamos ela ir pro quarto e lá fui eu e minha irmã pra geladeira cada uma com uma colher na mão pra roubar um pouco de chocolate. Minha irmã pegou primeiro e colocou logo na boca antes que eu pudesse pegar também. Mas era feijão e não chocolate! hahahahaha
Lição: Sempre use a irmã mais nova como cobaia.

Caísa Cazeiro
girlacrossthenight@hotmail.com
twitter: freakwonderland

Quando eu era criança matei minha mãe de vergonha na frente dos meus coleguinhas no pre-escolar, enquanto a mesma dava aula de sexualidade emostrava em um livrinho o "pipiu" das meninas e dos meninos, e eu, que desde pequena tinha meu cerebro em minha boca, exclamei: "MENTIRA MAINHA"! e ela: "natasha, vc esta me chaamando de mentirosa?" ai eu: "sim, seu pipiu nao é assim porque ele é assim de cabelinho, mostra pra eles!!!" e todas as criancinhas gritavam: "mostra! mostra! mostra!". hahahaha Sim, e essa só mais uma das travessuras da menina que tem o cerebro em sua boca, natasha negri! :D

Natasha Negri
natashanegri@yahoo.com.br
@nanegri

Quando eu era criança... eu vivia no "Fantástico Mundo de Bob". Lembro quando meu pai apareceu lá em casa com um Jabuti e me deu de presente, pois eu queria um bichinho.Então eu pensava que toda tartaruga nadava. Eu enchia o tanque de água e mergulhava ela, até que minha mãe viu, pediu para eu guardar ela na cantinho e dar comida. No outro dia a "tartaruga" não estava mais lá, disseram que havia fugido. Depois descobri que esconderam na casa de um vizinho, para eu não matar.
Eu sempre tive uma fascinação por água e por contos de fadas. Lembro também que meu irmão caçula não "era" batizado, pois meus pais se converteram a outra religião antes do nascimento dele... e eu MUITO boazinha decidi fazer um bastismo para ele e arrumar um padrinho. Chamei meu primo e enchi o tanque, coloquei meu irmão dentro e falei: Eu te batizo em nome do pai, do filho e do Espirito Santo! E mergulhava meu irmão e ele saia afobado da água. Eu dizia que tinha errado alguma coisa, e mergulhava ele novamente. Acho que fiz isso umas três vezes. Mas não pense que meu irmão viveu só contos de terror comigo e a água, teve muito sonho também... Como disse amava água e quando minha mãe saia e pedia para eu vigiá-lo (já que é mais novo que eu 5 anos) eu o levava para tomar banho de chuva, rolavamos na lama do quintal ficavamos uns pintos no lixo e depois eu corria e trocava de roupa, a suja eu enfiava no fundo do cesto e quando minha mãe chegava fingia que haviamos tomado banho.
Fazia arco-iris com a mangueira na luz do Sol e inventava que havia um anjos no quintal e dançava cantando musicas imaginarias. Fazia perfumes com flores e água mágica (chuva que caia nos potes) lá no meu laboratorio alquimista. Rasguei uma blusa do meu pai para fazer roupinhas para bonecas e vestia o vestido de noiva da minha mãe sem ela saber e ficava andando pela casa (algumas vezes as empregadas riam e eu fazia elas jurarem que não contariam se não eu ia apanhar).Com aquele vestido eu fingia ser fada, bailarina, princesa e o que mais minha imaginação permetisse.

Luane Pacheco
luanepacheco@msn.com

Quando eu era criança .. eu adora brincar de barbie, nossa chegava da escola e logo ia pro quarto brincar!!Nossa adoroo bonecas até hoje!!

Fabiana marques
fabihtinha85@hotmail.com

Quando eu era criança eu quase botei fogo na minha casa!!! Tínhamos um carpete nos quartos e certo dia, curiosa como sou, fui ver o que acontecia se acendesse um fósforo e colocasse no carpete... Não é que começou a queimar, gente?! Aí peguei um jarro que tinha perto, coloquei em cima do fogo e o jarro deixou a marca de um círculo "super fashion" no chão. Com medo da minha mãe descobrir eu empurrei a cama dela mais pro lado até cobrir a marca! Que danada, né! Essa foi uma das minhas maiores travessuras de infância... Claro que minha mãe notou a cama diferente e descobriu tudo! Lembro do castigo, do sermão e do veeeelho ditado: "criança não deve brincar com fogo!"

;-)

Marina Rabelo
crazymary.pnc@gmail.com

Quando eu era criança, sempre locava filmes para assistir minhas primas e meu irmão 3 anos mais novo. Locavamos As Patricinhas, Meu primeiro amor, Clube das Babás... adorava nossas tardes de cinema. Um dia minha prima foi só com meu irmão escolher o filme... Eles chegaram com uma fita (fita.. que antigo!) que tinha na capa uns bonequinhos estranhos, umas abóboras... eu não gostei muito não, mas pra não dar o braço a torcer não falei nada. O filme começou e eu comecei a me encolher na cama... conforme o filme passava eu ficava com mais e mais medo, e meu irmão, que devia ter uns 4 ou 5 anos, estava adorando, achando o filme fofo, ele até cantava junto com os personagens... Eu morria de medo como se estivesse vendo o Exorcista. Fiquei realmente apavora com o filme, tive até pesadelos, não dormi sozinha durante dias... Até hoje eles me zoam por causa do filme... Sabe qual era o filme? Estranho Mundo de Jack (The Nightmare Before Christmas) do Tim Burton. =P

Raisa Almeida
ysa_almeida@hotmail.com
@raisatqalmeida

Quando era criança... vesti meu melhor vestido, coloquei em uma bolsa os meus brinquedos preferidos, segurei um guarda chuva de renda (se chovesse né)e fui linda fugir de casa!!! rsrs... minha mãe me seguiu e conseguiu me deter!

Amanda Martins
jn.amandamartins(arroba)gmail.com

Quando eu era criança...
aprontei uma com a minha irmã e quem acabou se ferrando fui eu.Estávamos andando numa rua num interior, quando vimos uns bois.Comecei a assustar a guria dizendo que os bois eram valentes e que iam correr atrás da gente. Quando eu mando ela pular uma cerca de arame farpado.Ela desesperada pula em cima da cerca e fica pendurada mostrando a calcinha no meio da rua e ela desesperada para descer e eu tentando tirá-la e me urinando de tanto rir.E é aí que passa um ônibus lotado de torcedores e eu lá tentando tirar a minha irmã da cerca e querendo tampar os fundos dela para ninguém ver as calçolas rasgadas dela. E quando eu consigo tenho que voltar para casa toda mijada de tanto rir. E ela com o vestido e calcinha rasgada. Sério, eu urinei nas calças de tanto rir. Coisas de criança arteira.

xoxo

Renata de Oliveira Santos
r3santos@gmail.com

Quando eu era criança tinha mania de esconder pequenas coisas. Se sumia alguma coisa na casa dos meus tios, ligavam para meus pais para descobrir onde eu tinha colocado. E eu sempre contava, acho que só fazia isso pelo gosto de ver que ninguém nunca descobria meus esconderijos. Anéis, brinquedos, chaves, relógios, beringélas e batatas que ficavam na mesa para serem preparadas e, no ápice da minha criatividade, o nosso gato dentro da cesta de verduras da geladeira. Sim, eu fui uma criança atentada! xD

Quando eu era criança, tinha mania de esconder pequenas coisas. Se sumia algo na casa dos meus tios, já ligavam para meus pais me perguntarem onde eu tinha colocado. E eu sempre falava, acho que o gosto de esconder era ver que ninguém achava meus esconderijos sozinho. Relógios, anéis, chaves, escovas de dentes, beringelas e batatas que ficavam na mesa para serem preparadas, e no ápice da minha criatividade, o nosso gato dentro da gaveta de verdura da geladeira. Sim, eu fui uma criança atentada! xD

Michelle Makiak
mi_makiak@hotmail.com

Eu já gostava de moda e maquiagem desde a infância. Certa vez, aos 6 anos de idade, eu estava brincando com meu irmão no jardim de casa, ele com 5 anos na época. Resolvi que ia em casa beber água e deixei meu inseparável gloss em forma de moranguinho com ele, dizendo que guardasse bem que eu voltava já já. Quando voltei, meu irmão estava escondido debaixo da jardineira com os dentes melecados de batom, e eu perguntando pelo moranguinho e ele dizendo que NÃO SABIA ONDE ESTAVA nem o que tinha acontecido! Foi a primeira vez que fiquei triste por perder uma maquiagem legal...

Quando eu era criança, eu tava descendo uma escada. Essa escada era enorme, não tinha voltas e ainda era só de concreto! Voltando... Estava eu, serelepe, descendo essa bendita escada. Daí pisei em falso em um dos primeiros degraus! Eu cai rolando e rolando e rolando... A escada não acabava mais! Quando finalmente chegou no final (finalmente chegou no final é otimo), eu tava rindo e rindo da minha desgraça, com a roupa suja e eu toda machucada. Eu tava tão machucada que, nas duas pernas, do joelho até o dedão do pé, tava sangrando. E eu rindo! Eu acho que eu era masoquista...

Stéfany Grayce
stefany.she@hotmail.com

Quando eu era criança... eu era uma praga.

Comentários avulsos de scraps no Orkut:

(Professora da creche em que estudei)- Ei Roberta,lembra de mim não é?
Tava vendo tuas fotos,vc tá linda,também pudera,vc foi sempre bonita, ainda lembro de vc uma bebezinha linda quando chegou no Meu Caminho, ensaiando os primeiros passaos.E que bebê capetinha era vc.Parece que estou vendo vc,zangada comigo me chamando de chata.
(amiguinho da época da creche, também)- He he he,lembro dessa do lobisomem :) O pior é que eu também acreditava que fosse verdade,era uma espécie de lenda lá na fazenda.Ei,a gente vivia arengando né?Não sei se foi você,mas lembrei que uma menina jogou um copo em mim e e pegou na minha cabeça,levei uns pontos e tal,mas nada demais.

(Isso eu juro que não fui eu.)
História verídica: nessa mesma escolinha, havia uma gangorra no pátio em que se instituiu a seguinte lei: aquele que conseguisse dar um pulo e fazer um balde cheio d´agua subir mais alto seria o “líder” do grupo. Na época, esse cargo era do Halroldão, pirralho fedendo a catarro que pesava o quádruplo de todos nós. Decidida a surrupiar a chefia do gorducho, entupi os bolsos de pedras do jardim e o desafiei para um novo teste. Ele foi primeiro, pulou e o balde subiu até o telhado da casa. Chegando minha vez, pulei com toda a força cinética e potencial que as pedras me deram o direito, e o balde subiu,subiu..
- OOOooOOOoooOOOooOOoo ! (a criançada extasiada!)
SIM, eu seria a nova chefe. SIM, as pedras funcionaram. SIM, o Halroldo teria que me dar a sobremesa dele naquele dia.
- Epa, cuidado!
Meu sonho de chefia expirou-se tão logo o bendito balde d´agua acertou minha cabeça, causando-me 5 pontos na têmpora esquerda e a total perda da minha dignidade enquanto membro ativo daquela creche escolar.

Roberta Nóbrega
robertavn@gmail.com

Quando eu era criança eu acreditava qe se comesse em pé, a comida ia parar no pé mesmo rsrs'
Qse coloqei fogo na sala tentando aprender a acender fósforo .. jogava o mesmo no sofá com medo qe ia pegar fogo na minha mão!
Minha mãe tinha uma brasília, e eu me escondiia lá no fundo pra não entrar na escolinha, ela qeria me matar! rsrs'
Caiia de monte, até atravessando a rua .. já quebrei o mesmo pulso duas vezes, o cotovelo, levei pontos nos dois joelhos, e por aii vaii! rsrs
Adorava subir no topo da árvore pra comer jambolão! Minha mãe jurava qe eu ia cair lá de cima .. sorte qe isso não aconteceu! rsrs'
Adorava cortar meu cabeloo, fazer franjinha, achava o máximo! rsrs
Sentava todo mundo na sala pra fazer mágica, nunca dava certo, mas eu abria o berrão se eles não me assistissem! rsrs'
Enfiim, tive uma infancia feliz ..
com mtos tombos! rsrs'

Quando eu era criança, assistia aos desenhos do Ligeirinho e me encantava ao ver aqueles feijões mexicanos que pulavam sozinhos. Uma das maiores frustrações de minha infância foi essa: nunca comi feijões que pulam.Quando eu era criança, minha mae dizia que eu devia cuspir longe as sementes de melancia, porque se engolisse uma delas por acidente nasceriam outras melancias dentro do meu estômago. Pensava comigo mesma: "sera que é assim que se tem bebe".Quando eu era criança, mantinha sempre os meus olhos atentos ao chão, porque acreditava piamente que um dia encontraria uma lâmpada mágica igual à do Aladim e pedir a ele mais cinquenta desejos! Quando eu era crianca, acreditava que sempre chovia no dia de finados. A chuva eram as lagrimas derramadas pelos mortos que ficavem emocionados ao ver suas familias ou nao. Quando eu era criança, morria de medo de ficar engasgada com uma bala Soft. Certo dia, batata: realmente me engasguei com uma que ficou entalada na garganta. Fiquei tão desesperada que comecei a correr pelos corredores da casa da minha avó procurando por ajuda; no susto, acabei engolindo a maldita. Nunca mais pus uma Soft na boca. Quando eu era criança, não conseguia entender como funciona o tal do Amor (aliás, a adulto aqui continua sem entender patavina nenhuma). Ficava imaginando: "pôxa, mas e se a minha alma gêmea morar na Finlândia ou no japao? Comofas?" logo cheguei a conclusao que terei que viajar muuuito.



yes_other@hotmail.com

Quando eu era criança, não era lá dessas meninas quietinhas, brigava muito com a minha irmã mais velha, tanto que certa vez, eu bati nela, e temendo que ela contasse pra minha mae fiquei o dia todo dentro do guarda roupa e todos pensaram que eu havia fugido, maaas ainda estava lá. Quando eu era criança, tinha medo de subir no útimo andar do prédio, porque pensava que lá existiam ET's assustadores. Pensava que o auto falante dos rádios eram microfones e todo mundo me escutava se eu cantasse muito alto. Acreditava que se eu batesse os braços como um pássaro poderia voar. Quando me olhava no espelho, pensava que havia vida além dele, eu achava que a Eliana ficava dentro do espelho me olhanda (naaadavê). Eu não suportava a idéia de que um dia meus pais iam envelhecer, choraaava muito quando pensava nisso...

Mente de Criança é féertil ;D

Nome: Camila Mariane Ferreira
E-mail: camilaah.mariaane@hotmail.com

Quando eu era criança, era muito danada e gênio forte (na verdade, ainda sou). Quando estava na alfabetização teve no fim do ano aquelas fotos bregas que imitam capa de revista, sabe? Pronto, quando foi a minha vez de fazer a foto a assistente de fotografia veio e colocou em mim um diadema e um batom rosa, como fez com todas as meninas. Eu adorava usar diadema e tinha vários, mas o batom... eu odiava usar batom do fundo da minha alma! Havia falado pra ela que não queria, mas ela colocou mesmo assim. Foi ela terminar de me ajeitar e eu borrando o batom toooodo! hahaha Ela veio, falou algo que não me lembro e colocou o batom de novo. Me lembro bem, porém, é do meu pensamento na hora quando vi que não ia ter jeito de não usar o bendito batom na foto: "POIS A FOTO VAI FICAR HORRÍVEL!"!!! E fiz a maior cara de descontentamento e brabesa que o mundo já viu. Enquanto o fotógrafo dizia: "Sorriiia". hahaha Tenho essa foto e adoooro olhar pra ela e me lembrar da minha precoce personalidade forte. Pior! Como eu era loirinha, bonitinha... acabou que minha foto foi a escolhida e ganhei um book por causa dela! Ainda me lembro daquele fundo falso e do bouquet de flores de plástico. Aff.

Camilla Melo
camillargm@hotmail.com

Quando eu era criança adorava tudo que se relacionava a moda, era e sou fã de Miss Universo, então organizava desfiles com as amiginhas, convidava os meninos que eram meus admiradores e combinava com eles de votarem em mim para ganhar, então advinha quem sempre ganhava?????? as outras meninas ficavam tristes e eu morrendo de felicidade... rss depois de um tempo elas não queriam mais brincar de miss, pois perceberam que eu era imbatível... rss até parece né!!! Tinha uma travessura que gostava muito de fazer, quando ia visitar os parentes que moravam em prédios, eu e meus irmãos amávamos ficar indo e vindo no elevador apertando as campainhas dos apartamentos em cada andar, um segurava o elevador e outros apertavam as campainhas quando o dono atendia corríamos para dentro do elevador rindo pra valer... rss são muitas lembranças boas...

Hadassa
amadahadassa@yahoo.com.br

Quando eu era criança ia para a escola com um short azul da mulher maravilha por baixo da roupa que estivesse usando no dia. Me trancava no banheira e ficava me achando a própria. hahaha

Quando eu era criança, queria ser astronauta. Queria ser freira, queria ser doce, queria ser original.
Quando eu era criança, me fazia ser insegura mas queria ser igual a mim mesma... Agora que cresci, quero ser melhor que eu, e estou conseguindo... Eu me supero a cada dia... E por isso me amo cada vez mais. E, quanto mais me amo, mais me supero, e me idolatro por ser assim, tão superior, que não preciso nem do amor de mim mesma. Haha!! :)

Louise Guerrero
kawaiihumptydumpty@hotmail.com

Quando eu era criança adorava criar dramalhões mexicanos quando brincava de Barbie. A minha Barbie era sempre pobre e morava numa casa de papelão, era empregada de família rica e se casava com o filho da patroa, mas ela sofria acidente de carro, ficava paralítica e careca, aí o mocinho abandonava ela grávida de gêmeos e ela voltava a ser pobre mas acabava se casando com o irmão bonzinho do ex marido, que era seu grande amor. As histórias era semrpe assim, a tragédia é que variava. E quando eu não brincava com as Barbies, eu 'era' a Barbie, me arrumava toda, sofria os acidentes (sujava várias blusas com tinta vermelha pra imitar sangue) e tudo isso na frente do espelho. Minha mãe uma vez chegou a pensar que eu não estava mt bem, pq preferia brincar com o 'espelho' do que com minhas amiguinhas. Acho que é por isso que até hoje eu tenho vontade de atuar! rsrsrs... Tempo bom esse que não votla mais!!

Elizabeth Giesta figueiredo
Elizabeth.giesta@gmail.com

Quando eu era criança eu adorava brincar de dar aula pras galinhas que minha mãe criava no quintal.

(jesklaisa@hotmail.com)

Quando eu era criança eu fazia questão de ver minha tia costurando: O som da tesoura cortando o pano em cima da mesa de madeira, me encantava.

x_boombox@hotmail.com

Quando eu era criança ia muito com meus pais à praia e sempre que chegava saía de barraca em barraca, perguntando: "oi, eu sou a aline, e vc, qm é?".
Todos os amigos que meus pais faziam na praia chegavam neles perguntando "olá, vcs quem são os pais da aline!?" rs
Comunicativa desde pequena! =D

Aline Pina
lica_shamangra@hellokitty.com

Quando eu era criança, eu aprontaaava demais, e desde sempre era rasteira e dissimulada (que é issoooo!). Às vezes gerava desconforto até para as pessoas em volta. Por exemplo, quando eu tinha uns 6 anos, minha família (eu, mãe, pai e tio) resolvemos fazer uma viagem de carro do sul do país até o nordeste. Quando chegamos pela altura da Bahia, comi alguma coisa que não me fez muito bem, mas ok, eu superava. Ou não! Paramos em uma pousada para passar a noite e nada da minha barriga melhorar. No dia seguinte, fomos tomar café no refeitório da pousada. Não me aguentei e deixei escapar um... pum! E o pior que o pum saiu um pouco (bem) mais alto do que eu esperava. Todos olharam para a mesa da minha família morrendo de rir. Como eu não poderia levar a vergonha nas costas sozinha, apontei para o meu tio e disse "nooooossa, você não tem vergonha??". Imagina uma criança de 6 anos fazendo isso! Meu tio queria se enterrar e eu, claro, saí triunfante do refeitório, linda, leve e solta. Hoje, que a infância ficou bem pra trás, eu tenho pena do meu tio, mas ainda não consigo encarar ele de tanta vergonha.

Mika Ito
mikamika.ito@gmail.com

Quando eu era criança meu pai me levava pra passear de trem todo fim de semana. Um belo dia, o trem já tava partindo quando eu vi um menininho chupando um picolé... Nossaa, é claro que eu também quis o picolé né... Comecei a pedir daquele jeitinho que só uma criança sabe: fazendo escândalo! E o escândalo foi tão grande e tão anormal que o maquinista parou o trem (tava devagar ainda) p/ que o meu pai pudesse comprar o picolé p/ mim!!! (E, sim, isso é verdade!)

Carol Claudino
carolina_claudino@hotmail.com

Quando eu era pequenina, do tamanho de um botão, fiz xixi na cama do meu irmão e disse que tinha sido o gato do vizinho.Depois perguntei 'por que os gatos não usam fraldas?'. Minha mãe me explicou que só os bebês as usavam. Mas, quem sabe um dia, alguém poderia inventar fralda de gato, e todos os gatos do mundo não precisariam molhar mais a cama de ninguém.

Livia Baptista
liviarad@yahoo.com

Quando eu era criança, achava que zebra era burro pintado e que as nuvens eram comestíveis. Com imaginação fértil, fui pensar que um cachorro era um pokémon, e de tanto atirar pedrinhas nele, vi sua fúria de vulcão. Machucada não fiquei, mas que susto me deu!Susto mesmo quem levou foi a minha avó, no dia que sonambulei quintal afora e quase abri a porta da rua!Mas tudo bem, o mesmo cachorro que me assustou, foi que avisou que eu estava fugindo sem saber!Coisa de sonâmbulos...O melhor era encher o prato de alface, só pra provocar os priminhos queridos.Tudo bem, no final a gente acabava indo comer doce no vizinho, e ficava pulando amarelinha.Bons, bons tempos, de experiências gastronômicas(ah, o guaraná com molho de tomate!) e de se achar dono do mundo!Infância querida, no fundo não te esqueci!

Kami Tiba
katiba2002@yahoo.com.br